quarta-feira, 5 de julho de 2017

Olímpia



Podemos começar? Por favor! Ok, gravando! 
Meu nome é Olímpia. D. Olímpia Gomes de Sá, faça-me o favor. Sou divorciada, meu ex-marido me dá mesada de R$25.000 e ainda mando pro escritório duas faturas de cartão de crédito, ele paga também meu IPTU, SPU, IPVA e quando compro algum carro novo, o boleto também vai pra lá. Os 25 mensais uso para ir ao mercado, gasto no salão e viajo pelo Brasil. Porque quando é pra fora uso nosso cartão internacional, a conta vai diretinho lá pro escritório e a secretária paga. Com a mesada também pago minhas empregadas, tenho duas súditas, que me defendem a qualquer custo, são como cães de guarda, sinal de que sou uma boa patroa, não é mesmo?  Mas veja bem, meu ex-marido, com quem fui casada por mais de 25 anos, é um homem honesto, sempre foi íntegro, toda sua fortuna foi fruto de seu suor e da sua paixão à profissão de empresário. Foi um visionário, comprou e vendeu usinas, conheceu o mundo inteiro, uma vez na China chegaram a estender pra ele um tapete vermelho na descida do avião. Vi com meus próprios olhos e ele ficou embaraçado, da cor do tapete, pois é humilde de caráter. Quantas vezes ele presenciou políticos descendo com toda pompa de limousines estrategicamente estacionadas na porta de hotéis 5 estrelas, os quais ele, meu ex-marido, pagava do próprio bolso, enquanto esses salafrários desciam inflados desfilando eretos como patos. Meu bem, só um minutinho que chegou o motorista.
Corta! Pausa pro cafezinho.
Lindomar, o quê que há? Com esse nome você deveria ser marinheiro e não motorista, já pensou? Leva essa calcinha na cerzideira, fazendo o favor. Tá vendo essa renda aqui? (Lindomar diz que sim com sorrisinho rasgando diante da tanguinha daquela senhora de 72 anos que mais parece uma boneca. A imaginação decola. Pensa que pegaria fácil a patroa D. Olímpia). Lindomar? Preste atenção para não vir com serviço errado! Tá vendo que está descosturada? Mande consertar! E o dinheiro pegue no caixa do escritório, tá certo? Aproveite e saque este cheque de 5 mil reais e traga ainda hoje, por favor, quero trocado, não me venha só com notas de $100, hein? Ah, Lindomar, traga um maço de Carlton pra mim. Olho vivo, fica quieto, não quero que seu patrão fique sabendo disso. Sim, senhora! Até já!
Voltei! Ah, já retomamos. Como a senhora não tem uma ruga? - pergunta admirada a entrevistadora da Vogue. Meu bem, nunca paguei uma conta! 3, 2, 1... gravando!

Um comentário: